quinta-feira, 6 de março de 2014

LISBOA NOS ANOS 40 | Longe da Guerra, de MARINA TAVARES DIAS

A Feira Popular de Palhavã, inaugurada em 1943 como apoio à Colónia Balnear Infantil do jornal O Século




Quando a Feira Popular se instalou nos terrenos do antigo Parque José Maria Eugénio de Almeida, Lisboa era uma cidade que mantinha hábitos antigos, semiprovincianos. Assim, aquele que foi apresentado em jornais e revistas como “o primeiro luna-parque português” juntava às modernas atracções, como os carrinhos de choque, e aos divertimentos mais sofisticados, como as representações de indústrias estrangeiras, todas as heranças da tradicional feira de rua: barracas de comes e bebes, bazares de tostão, tiro ao alvo e pim-pam-pum. [...]

in
MARINA TAVARES DIAS

Sem comentários:

Enviar um comentário